sábado, fevereiro 16, 2008

Cantor e compositor Apoena Frota

Iniciado na música aos 12 anos, o jovem cantor e compositor Apoena Frota tem > sido uma surpresa constante no cenário musical. Com apenas 15, subia ao > palco do antigo Metropolitan, atual Claro Hall, para apresentar, em grande > estilo, um repertório ousado, aclamado pela crítica, que, juntamente com seu > brilho singular no palco, lhe rendeu primeiro lugar em muitos dos festivais > de que participou desde então.> Com a banda Camaleões, iniciou um processo de maturação constante; que teria > seu auge alguns anos - e muitas decepções - mais tarde. Criou um estilo de > POP que, em pouco tempo, contagiou a juventude e inspirou muitos > "discípulos"; entre os filhotes da banda está o Brava, que lançou, em 2003, > CD homônimo pela Universal Music.> Apesar da receptividade acolhedora dos fãs, os Camaleões não sobreviveram às > mudanças radicais que se davam nas composições de Apoena. Crítico com > relação à própria arte, o "homem que vê longe" (significado do nome > indígena) enclausurou-se em seu estúdio - onde produziu inúmeros trabalhos > de bandas independentes do Rio de Janeiro - para ouvir música, refletir e > pesquisar. Esse casulo demorou quase três anos para, enfim, ser rompido pela > vibração estonteante de um inusitado trabalho.> "Desacorde", seu primeiro álbum solo, é um grito de libertação; grito > visceral cativante, como há muito tempo não ouvíamos. O disco é composto por > 11 faixas e a originalidade está por toda parte: composição, voz, letras, > arranjos, sonoridade, produção. Não há uma música que fique para trás; não > há "encheção de lingüiça". O repertório é inteligentemente equilibrado e, ao > final da audição, vemos a coesão de um trabalho pensado, amadurecido. Os > quase 3 anos de pesquisas, questionamentos e críticas à indústria musical, > valeram à pena.> As influências são muitas - Tom Jobim, Radiohead, Jeff Buckley, Gilberto > Gil - e revelam ecletismo musical e originalidade aglutinadora: como > produtor do disco, Apoena foi dono de raro bom senso e suas inúmeras > influências desapareceram, engolidas por uma espantosa unidade, que faz > suspeitar que estamos diante de uma grande virada na música popular > brasileira.


www.apoenafrota.com> www.myspace.com/apoenabr> www.youtube.com/apoenadesacorde> www.fotolog.net/apoenafrota
Postar um comentário