sexta-feira, maio 30, 2008

O “PROJETO ESTAÇÕES” apresenta FURUNFUNFUM em

O “PROJETO ESTAÇÕES” apresenta FURUNFUNFUM em

“O FLAUTISTA DE HAMELIN”

Dia 23 de maio no CEU PAZ

A história do Flautista de Hamelin tem sido contada de diferentes maneiras ao longo dos anos. Talvez sua versão mais famosa seja a de Robert Browning – The Pied Piper of Hamelin, em versos, publicada em 1842.

Como em suas montagens anteriores (O Macaco Simão, A Terra dos Meninos Pelados e Rapunzel), o Grupo Furunfunfum assina a concepção e a direção do espetáculo, bem como a criação da música - executada ao vivo. Marcelo Zurawski, que interpreta o Flautista, toca realmente o instrumento, o que promete muita emoção e encantamento para o novo espetáculo. Os cenários e figurinos são de Sílvia Gandolfi e Naná Lavander, esta última também responsável pelos bonecos e adereços usados na montagem. Além disso, o Furunfunfum promete um final surpreendente para “O Flautista de Hamelin”.

SINOPSE
A história, baseada num fato provavelmente ocorrido em 1284, se passa em Hamelin, na Alemanha. Uma terrível invasão de ratos assolava a cidade, deixando o povo desesperado. Quando todas as tentativas de acabar com a praga parecem frustradas, surge um personagem estranho e misterioso – um Flautista – que promete livrar Hamelin dos ratos mediante o pagamento de certa soma em dinheiro. Ele cumpre sua promessa, mas quando volta para receber seu pagamento, é ridicularizado e enganado pelas autoridades. O Flautista, então, decide vingar-se de Hamelin, tirando da cidade seu bem mais precioso.

Direção: Furunfunfum
Elenco: Marcelo Zurawski e Paula Zurawski

23 de maio
Sexta-feira às 10h e 14h
Ingressos: ENTRADA FRANCA

CEU PAZ
Rua da Paz, 07
Jd. Paraná , Brasilândia
Telefone: 3986-3404
Acesso à deficiente físico
Estacionamento no local
Lotação: 400 lugares
Duração: 50 minutos
Censura: LIVRE
O “PROJETO ESTAÇÕES”

O premiado grupo AS MENINAS DO CONTO, fundado em 1995 pelas atrizes Kika Antunes e Simone Grande, pesquisa as narrativas que fazem parte do imaginário popular criando sua própria dramaturgia e encenação. “A Princesa Jia”, “Por que o mar tanto chora”, “As Velhas Fiandeiras” e “Papagaio Real”, espetáculos que integram seu repertório, já garantiram ao grupo o Grande Prêmio da Crítica, o Prêmio PANAMCO no Teatro, o Prêmio APCA, o Prêmio Coca-Cola FEMSA e o Prêmio Tempo.

Criada em 2001 pelo ator Fabiano Assis e pela atriz e pedagoga Renata Flaiban a CIA. RODAMOINHO tem como objetivos pesquisar a cultura popular brasileira e integrar diferentes linguagens artísticas, como o teatro, a literatura e a música, bem como aliar arte e educação. Com os espetáculos “Festa no Céu” e “Mãe D'Água” (indicado ao Prêmio Coca-Cola FEMSA 2008) a Cia. marca presença no cenário teatral.

O mesmo acontece com o FURUNFUNFUM, que já representou o Brasil em festivais na Bolívia, Venezuela, Irlanda, Escócia, Colômbia e Espanha. Há doze anos, o músico e ator Marcelo Zurawski e a atriz e cantora Paula Zurawski utilizam em suas montagens as mais variadas técnicas e estilos teatrais - música, canto, manipulação de bonecos e a commedia dell'arte. “O Macaco Simão e Outras Histórias e Outras Canções”, “Rapunzel” e “A Terra dos Meninos Pelados” concederam prêmios e indicações à dupla de artistas, como o Prêmio APCA, o Prêmio Coca-Cola FEMSA e reconhecimento no Festival Internacional de Títeres de Tolosa na Espanha.

Contemplados pela Lei de Fomento ao Teatro, essa tríade essencial ao teatro infantil e juvenil une-se para realizar o PROJETO ESTAÇÕES, aprofundando suas pesquisas de linguagem e, principalmente, ampliando o campo de ação de forma a atingir com espetáculos e oficinas um público significativamente maior, estando em diversos lugares, mesmo os de difícil acesso.

Foram cinco as regiões da cidade escolhidas e que são chamadas ESTAÇÕES, porque são pontos de chegada e de partida, e acima de tudo ponto de encontro onde há interação, troca, transformação e celebração artística. A cada dois meses as três companhias estacionam em uma nova ESTAÇÃO.

Cada ESTAÇÃO é “ocupada” durante dois meses pelas três companhias com espetáculos de rua, de salas convencionais e de espaços alternativos. Cada companhia ministra as seguintes oficinas para atores, professores, arte-educadores e interessados em geral: “A Arte de Contar Histórias” (AS MENINAS DO CONTO), “Invencionices: Sons, Palavras e Imagens” (CIA RODAMOINHO) e “Teatro e Narrativas Tradicionais” (FURUNFUNFUM).

Em cada ESTAÇÃO, são realizadas 16 (dezesseis) apresentações dos espetáculos que fazem parte do repertório de cada companhia. AS MENINAS DO CONTO apresentam: “A Princesa Jia”, “Por que o mar tanto chora”, “As Velhas Fiandeiras”, “Era uma vez... e não eram nem duas e nem três” e “Papagaio Real”. O FURUNFUNFUM apresenta: “O Macaco Simão e Outras Histórias e Outras Canções”, “Rapunzel”, “O Flautista de Hamelin” e “Os Três Porquinhos” e a CIA. RODAMOINHO apresenta: “Festa no Céu”, “Mãe D'Água” e “Histórias de muito tempo antes de ontem”. Também é apresentado “Se essa história fosse minha”, espetáculo de rua, fruto de uma pesquisa das três companhias envolvidas no projeto que já estacionou com ótimas resultados na Estação Central – Lapa – Zona Oeste, Estação Pirituba – Zona Norte e Estação Perus – Zona Norte. Ao término do projeto terão sido 80 apresentações teatrais e 15 oficinas.

As próximas paradas serão: Estação Freguesia do Ó/Brasilândia – Zona Norte (Maio e Junho) e Estação Jaraguá – Zona Norte (Julho e Agosto).

Visite: http://projetoestacoes.blogspot.com/
Postar um comentário